Portal do CRF-SP terá área com informações sobre logística reversa de medicamentos

Portal do CRF-SP terá área com informações sobre logística reversa de medicamentos

Espaço na internet terá informações atualizadas sobre gerenciamento de resíduos farmacêuticos e de serviços de saúde, ações para profissionais e sociedade, além de oferecer atualização de materiais técnicos e educacionais


O Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP) está lançando um espaço específico em seu portal (www.crfsp.org.br) que oferecerá informações sobre gerenciamento de resíduos farmacêuticos e de serviços de saúde. O conteúdo servirá de apoio para o trabalho do farmacêutico atuante no segmento, ações para farmacêuticos e para a sociedade, além de oferecer atualização de materiais técnicos e educacionais.

O gerenciamento dos resíduos de natureza química e biológica é um desafio constante dos profissionais de saúde, especialmente para o farmacêutico. Por isso, o trabalho de logística reversa é importante, para garantir seu destino adequado, evitando que as substâncias presentes nos medicamentos em contato com o ambiente poluam lençóis freáticos, interfiram na flora e na fauna e coloquem em risco a vida silvestre e dos seres humanos.

Por falta de informação correta, muitas vezes o descarte de medicamentos é feito no vaso sanitário ou no lixo comum e cabe ao farmacêutico orientar a população quanto aos riscos dessa prática e quanto à forma correta de realizar o descarte.

Por suas características físico-químicas, os medicamentos podem sofrer transformações em determinadas condições, seja pela passagem do tempo ou pela exposição a fatores como temperatura e umidade, gerando produtos tóxicos capazes de promover risco no caso de consumo inadvertido.

O presidente do CRF-SP, Dr. Marcelo Polacow, lembra que no Brasil a maioria das cidades dispõem seus resíduos sólidos em lixões, em vez de utilizar aterros sanitários, incineração e coprocessamento, trazendo diversos riscos ao meio ambiente e à saúde. “Por isso, é fundamental que o farmacêutico esteja comprometido e assuma seu papel visando gerenciar de modo mais adequado a grande quantidade e diversidade de resíduos que são produzidos diariamente, fazendo cumprir a legislação e a ética”, afirma.

Já o Dr. Juan Carlos Becerra Ligos, coordenador do Grupo Técnico de Trabalho de Logística Reversa, enfatiza a importância do apoio do CRF-SP na questão ambiental, “ por ser uma entidade preocupada com a saúde da população, com o meio ambiente e principalmente com a atividade do farmacêutico. Além disso, a capacitação do farmacêutico é fundamental na gestão e manejo adequado dos resíduos”, completa.

Clique aqui e confira o conteúdo

Grupo Técnico

O conteúdo eletrônico é uma iniciativa do Grupo Técnico de Trabalho de Logística Reversa do CRF-SP, um coletivo de farmacêuticos especializados que se reúnem mensalmente para debater e apontar soluções sobre os assuntos relacionados à gestão adequada de resíduos de serviços de saúde.

A participação no grupo é voluntária e o trabalho desenvolvido serve para assessorar o CRF-SP, realizar estudos e emitir pareceres, propor e revisar normas, atividades e eventos técnicos e científicos, sugerir temas de matérias a serem veiculadas nos canais de comunicação do CRF-SP, desenvolver e propor materiais e publicações técnicas, ações educativas para a população e demonstrar a importância e o âmbito de atuação da profissão farmacêutica na sociedade.

Sobre o CRF-SP

Entidade responsável pela habilitação legal do farmacêutico para o exercício de suas atividades, o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP) é a maior entidade fiscalizadora de estabelecimentos farmacêuticos do país, com mais de 80 mil fiscalizações anuais em farmácias, drogarias, hospitais, indústrias, laboratórios, transportadoras e mais de 74 mil profissionais inscritos no Estado.

Sua missão é contribuir para a salvaguarda e promoção da saúde da sociedade, zelando pelos princípios éticos do exercício profissional, por meio da conscientização e da fiscalização das atividades farmacêuticas. Mais informações www.crfsp.org.br.

Compartilhar esse artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *