18 construtoras já integram parceria entre Prolata e SindusCon-SP para reciclagem de latas de tintas

18 construtoras já integram parceria entre Prolata e SindusCon-SP para reciclagem de latas de tintas

Desde 2020, cerca de 270 mil Kg de latas de aço foram coletados em canteiros de obras e enviados para revalorização em siderúrgicas

A logística reversa de latas de aço que acondicionam tintas, vernizes e outros materiais de construções avança graças à parceria entre a Prolata, associação sem fins lucrativos dedicada à cadeia de logística reversa das embalagens de aço, e o Sindicato da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP).

Desde outubro de 2020, quando o termo de parceria entre as entidades foi assinado, já foram recolhidos em 155 canteiros de obras do estado mais de 270 mil Kg de embalagens, que foram encaminhadas à indústria siderúrgica. O trabalho de coleta é feito pela startup Rafa Resolve, parceira da Prolata que atua no mercado de resíduos da construção civil.

As construtoras cadastradas são: Acciona, Adolpho Lindenberg, Concrejato, Cyrela, Engelux, Even, Farwer, Lanças Engenharia, Plano e Plano, Patriani, Sinco Engenharia, Tecnisa, Tegra, Tesis, Trisul, Vinx, Consórcio Lopes Kalil (CPTM) e Pedro Rodolfo Engenharia.

A parceria tem como objetivo fortalecer o sistema de logística reversa, que viabiliza o procedimento de coleta e a restituição de determinados resíduos sólidos do setor empresarial, conforme previsto pela Lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

De acordo com Thais Fagury, presidente da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço) e diretora da Prolata, PNRS estabelece que as embalagens e os resíduos originados em obras são geração de pessoa jurídica. “A responsabilidade pelo recolhimento e encaminhamento do material para reciclagem é de responsabilidade exclusiva das construtoras e incorporadoras. Por meio da parceria e do trabalho da Rafa Resolve, atuamos com facilitadores para o correto descarte”, destaca a executiva.

Compartilhar esse artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *